sábado, março 05, 2011

Sílvio Mazzucca

Maetro Sílvio Mazzucca
Sílvio Mazzucca, regente, instrumentista e compositor, nasceu em São Paulo, SP, em 21/5/1919, e faleceu na mesma cidade, em 22/1/2003. Passou a infância no bairro do Bexiga, estudando piano por 1927-1928 com Helena de Aquino e Silva e harmonia com Savino de Benedictis, em 1945 e 1946.

Por 1932, começou a atuar na pequena orquestra de Nicolino Leocatta, animando bailes num clube da Rua Major Diogo, no Bexiga, ingressando em 1938 na Rádio Tupi, de São Paulo, onde integrou pela primeira vez uma grande orquestra, atuando como pianista e solista de piano com Juca e seus Rapazes. Com a saída de Juca da Rádio Tupi, a direção da orquestra passou para o saxofonista J. França, a quem substituiu em 1942.

No ano seguinte, passou a atuar na Rádio Tupi e na Difusora, pela fusão das duas emissoras, dirigindo a orquestra e apresentando-se ao piano. Em seguida, passou também a tocar vibrafone, permanecendo na Rádio Tupi até 1945.

Fez sua primeira gravação com orquestra na Odeon, incluindo no 78 rpm Qui nem jiló (Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga) e Guararé (Fabrego), além de gravar na Star um álbum em que solava ao piano músicas de Zequinha de Abreu, com arranjos do maestro Gabriel Migliori, que assinou o disco com o pseudônimo de Carlos Guarani. 

Em 1947 compôs sua primeira música, o fox You Only You, que se tornou o prefixo de sua orquestra. A maioria de suas composições não tem letra, com exceção da que fez em parceria com Zuleica Amaral. Na Columbia gravou com sua orquestra um de seus maiores sucessos, Tequila, além de Diana, Cerveza e Cha-cha-baby, em 78 rpm. Lançou nessa gravadora dez LPs, recebendo o Disco de Ouro de O Globo e da Columbia.

De 1951 a 1958 recebeu os prêmios Roquete Pinto e Tupiniquim. De 1950 a 1960 atuou com sua orquestra na Rádio Bandeirantes, em programa exclusivo, ficando na TV Excelsior de 1962 a 1969, onde participou como diretor musical dos primeiros festivais que se realizaram em São Paulo. 

Neide Fraga gravou na Odeon sua composição Aproveite a festa, enquanto Eduardo Farrel lançou pela Columbia seu bolero Dame tu amor e Carlinhos Mafazzoli gravava pela mesma fábrica o choro Travesso

Sua orquestra foi a mais solicitada para os bailes paulistanos na década de 1950.

Fonte: Enciclopédia da Múcica Brasileira - Art Editora e Publifolha.